BÚFALAS DE BROTAS – DELEGADO PEDE PRISÃO PREVENTIVA DE FAZENDEIRO

0
374

O delegado de polícia Douglas Brandão pediu ontem (09/12) a prisão preventiva do dono da fazenda Água Sumida, de Brotas, onde mais de mil búfalas foram encontradas em situação de maus-tratos.

O pedido de prisão foi emitido um dia após o laudo preliminar feito por peritos da USP e Unesp apontar que o fazendeiro agiu de forma negligente ao não demostrar preocupação com seu rebanho, com os rebanhos vizinhos, com a saúde pública, poluição ambiental e a fauna nativa.

Luiz Augusto Pinheiro de Souza chegou a ser preso no início de novembro, mas foi liberado após pagar fiança no valor de R$ 10 mil. Ele também recebeu diversas multas que já somam mais de R$ 4 milhões.

O pedido de prisão foi encaminhado ao Ministério Público que vai avaliar o documento e decidir se pede a prisão para a Justiça. Caso o pedido seja acatado, Souza pode ser preso a qualquer momento. A defesa do fazendeiro diz que recebeu com surpresa o pedido de prisão e vai entrar com pedido defensivo à Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui