MÃE DE HOMEM QUE FOI ATROPELADO E MORTO POR PADRE PEDE INDENIZAÇÃO MILIONÁRIA

0
693

A mãe do homem que foi perseguido, atropelado e morto por um padre em Santa Cruz do Rio Pardo, em maio do ano passado, está pedindo uma indenização milionária na Justiça.

A ação é movida por Benedita Ângela dos Santos Nogueira contra o frei Gustavo Trindade dos Santos e a diocese de Ourinhos, e exige um reparo de cerca de R$ 1,05 milhão por danos morais e materiais.

Na última sexta-feira (27/01), a Justiça ouviu o depoimento do padre. Também foram intimadas a depor 8 testemunhas de acusação e 3 de defesa.

A imprensa não teve acesso aos depoimentos, mas o juiz responsável pelo caso vai se basear neles para decidir se o padre vai ou não a julgamento por homicídio qualificado, por não ter dado chance de defesa para a vítima.

O atropelamento, que aconteceu em maio do ano passado, foi flagrado por câmeras de segurança. As imagens mostram o momento em que o carro, que pertence à Diocese de Ourinhos, é jogado contra um homem que passava na calçada.

Segundo a Polícia, o rapaz atropelado furtou, de dentro da paróquia de Santa Cruz do Rio Pardo, peças de roupas obtidas pela igreja em um bazar. As sacolas foram encontradas com ele após o atropelamento.

O homem atropelado foi preso em flagrante e ficou sob escolta na Santa Casa da cidade, mas acabou não resistindo às complicações dos ferimentos. A Diocese de Ourinhos informou que o caso está sendo apurado e que as providências cabíveis serão tomadas.

Via CNN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui