XV de Jaú estreia no Campeonato Paulista Sub-20, recebe o VOCEM e perde por 2×0

0
53

(Assessoria XV de Jaú – Guilherme Petian) Nesta quinta-feira (05), às 15h00, a categoria de base do XV de Jaú realizou sua estreia oficial no Campeonato Paulista Sub-20. O Galinho enfrentou o VOCEM (Assis) e saiu derrotado por 2×0, no Estádio Zezinho Magalhães.

Comandado pelo técnico Anderson de Oliveira, o Sub-20 do XV entrou em campo com os seguintes titulares: goleiro Otávio (1); zagueiro Victor Hugo (3); laterais Carlinhos (2) e Isaias (6); volantes Asafe (4) e Luther (5); meio-campista Vitor Augusto de Lima (8); meia-atacante Higor (10); atacantes Bryan (7) e Fernando Menezes (11) e centro avante Diogo Henrique (9).

Já, a equipe do VOCEM, saiu de Assis com 18 jogadores relacionados, tais como: João Pedro; Dener; Felipe; Vinicius; Jhonatan; Thiago; Leonardo; Cleiverson, Wilton; João Lucas; Ismael; Guilherme; Richard; Ítalo; Pedro Henrique; Caio Roger; Ayoub e Pedro.

O placar foi aberto pela equipe do VOCEM logo no primeiro minuto de jogo, com gol do número 9, Wilton, de cabeça. O responsável por ampliar o placar ainda neste período foi Jhonatan (5), que balançou a rede após um belo chute de fora da área.

No segundo tempo, o banco do XV de Jaú foi bem aproveitado, com a entrada dos jogadores Willian, Kevin, Albino, Arthur, Praxedes e “Xaolin”, a fim de se impor ofensivamente.

O técnico Anderson define as trocas como bem sucedidas e completa: “Colocamos dois volantes para fazer o papel de zagueiro, tivemos uma saída de bola melhor e conseguimos pressionar bastante o adversário. O pecado foi não conseguirmos concluir a finalização a gol, assim como outras oportunidades.”

De acordo com Luiz Fernando Moraes, diretor da base, em entrevista para uma rádio da cidade, o time ainda está em formação, possui quatro atletas lesionados e a tendência é corrigir os erros e evoluir. “Individualmente, algumas peças foram bem, outras nem tanto e tivemos algumas falhas que geraram os dois gol”, relata Luiz. Quando questionado sobre o nervosismo dos atletas na estreia, o mesmo pontua: “A ansiedade atrapalha. Os meninos estão há um mês em Jaú esperando por este momento e começar sofrendo um gol no início, aumentou a pressão”.

O Galinho fará seu segundo jogo no campeonato no dia 12 de agosto, em Penápolis, contra o time local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui