ÁGUAS DE JAHU QUER REAJUSTE DE 23,40% A PARTIR DE 2022

0
220

A Concessionária Águas de Jahu protocolou pedido de reajuste em 23,40% para o próximo ano, sendo 17,58% de reajuste propriamente dito e 5,82% de alinhamento tarifário.

Independentemente do reajuste ou não, a discussão ocorre todo final de ano conforme previsto no contrato de concessão. O reajuste só pode ser vetado em duas situações: quando houver erro matemático no cálculo tarifário ou quando não completar o período previsto para correção de valor (de 12 meses).

As informações foram divulgadas pelo vereador Rodrigo di Paula. “É impossível a gente ter um reajuste desse. Peço publicamente que o prefeito Ivan busque um acordo”.

O vereador Mateus Turini só vê uma solução: “A revisão do contrato de concessão”. Ele também cobrou qual vereador representa o Poder Legislativo, já que a Câmara enviou 3 nomes para o prefeito em abril (Tito Coló, Moretti e Chico Quevedo) e até o momento não houve nenhuma nomeação.

O vereador Tito Coló questionou até quando os legisladores vão aceitar a Concessionária mandando neles. “Esse aumento extrapolou o limite. E nós, o que vamos fazer?”. Já o vereador José Carlos Borgo perguntou sobre o distrato do contrato que tanto foi falado na reunião do “levanta a mão”.

Em abril, secretários, vereadores e representantes da Concessionária se reuniram e o prefeito Ivan Cassaro pediu que levantassem a mão os que fossem favoráveis ao rompimento do contrato de concessão firmado em 2013.

CONCESSIONÁRIA EXPLICA

A Concessionária Águas de Jahu enviou nota à imprensa explicando o reajuste. Leia na íntegra abaixo.

“O reajuste anual tarifário foi calculado de acordo com a Cláusula 21 do Contrato de Concessão e a Cláusula Segunda do Segundo Termo Aditivo do Contrato firmado entre o Município de Jahu e concessionária Águas de Jahu S.A. A fórmula paramétrica estabelecida na Cláusula 21 leva em consideração os índices inflacionários dos insumos e serviços correlatos às atividades da Concessionária, que são eles: índice de mão de obra, índice de energia elétrica, índice de produtos químicos e o índice nacional da construção civil”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui