Projeto de tombamento da antiga e primeira casa de Pelé fracassa e local vira terreno baldio em Bauru

0
266
Imóvel na cidade foi o primeiro comprado pelo Rei do futebol, logo após o título da Copa de 1958
O espaço de 165 metros quadrados poderia ser um museu, mas é apenas um pedaço de terra no lugar outrora frequentado pelo maior jogador de futebol de todos os tempos.
Depois de sair de Três Corações (MG), sua cidade natal, Pelé veio com a família para Bauru, no auge dos seus 10 anos de idade.
O primeiro imóvel adquirido pelo Rei, este da rua Sete de Setembro, foi no ano seguinte à conquista da Copa do Mundo de 1958 pela seleção brasileira.
A casa foi arrematada por 200 mil cruzeiros, pagos com uma entrada de 100 mil cruzeiros e o restante em 13 parcelas.
Os pais do Rei passaram a morar na casa. Pelé, que já era astro do Santos, frequentava a residência quando visitava a cidade de Bauru. Entretanto, pouco tempo depois, a família foi ao encontro do Rei e também passou a morar na Baixada Santista.
Com isso, a casa ficou abandonada já no século passado. O local foi colocado para aluguel, já nos anos 2000, com a placa “alugo quarto para homens e rapazes”.
A casa ficou sob propriedade da família de Pelé por 56 anos até a venda em 2015, um ano depois de um incêndio que acabou por danificar ainda mais o local.
Outro local marcante na passagem dele pela cidade foi o campinho do Bauru Atlético Clube onde Pelé deu os primeiros passos no futebol. Um supermercado foi instalado no lugar onde funcionava as categorias de base do Baquinho.
TOMBAMENTO
O conselho responsável por patrimônios históricos nunca concluiu algum processo para eventual construção de um museu, que também nunca saiu do papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui