BÚFALAS – MP PEDE PRISÃO DE DONO DE FAZENDA EM BROTAS

0
154

O Ministério Público de Brotas pediu hoje (15/12) a prisão preventiva do dono da fazenda Água Sumida, onde mais de mil búfalas foram encontradas em situação de maus-tratos, com fome e sede, e de um policial militar da reserva, apontado como segurança do fazendeiro.

O pecuarista Luiz Augusto Pinheiro de Souza foi denunciado pelo crime de maus-tratos contra pelo menos 991 búfalos e cavalos vivos e 137 animais que morreram ou foram encontrados mortos. Também foi denunciado por ameaça, falsificação de documentos e falsidade ideológica.

O promotor de Justiça Cássio Sartori também denunciou dois funcionários da fazenda, um policial militar reservado e um médico veterinário que prestava serviços no local.

Informações: G1 São Carlos e Araraquara.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui