DANI BASSI É CONVOCADA PELA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TÊNIS PARA ELEGER TALENTOS

0
70

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) convocou nesta semana a treinadora da AJTM, Daniela Bassi, para participar do processo de detecção de talentos, etapa decisiva que vai ser realizada entre os dias 08 e 13 de novembro no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. Nesse estágio, atletas olímpicos e paralímpicos, pré-convocados pela CBTM, vão ser avaliados por essa comissão e, parte deles, selecionados para o Projeto “Detecção Diamantes do Futuro”.

Conceituada como atleta e técnica de primeira linha, a comandante da Associação Jauense Tênis de Mesa (AJTM) sentiu-se honrada com a convocação, privilegiada com a oportunidade de estar entre os principais atletas de base do país e junto de um grupo seleto convocado para esse processo. “Vejo o convite como um reconhecimento pelo trabalho que desenvolvo na formação de mesatenistas, participantes de seletivas e intercâmbios no exterior; esportistas como Paulo Salmin que é seleção permanente, com três Paralimpíadas, formado com a gente aqui na AJTM”, afirmou Dani Bassi.

A notícia da convocação foi recebida com muita alegria pelas equipes de Jaú, Bariri e pelos clubes parceiros da região, além dos pais dos atletas que incentivam esse trabalho primoroso da treinadora e sua dedicação extrema pela profissão que escolheu para a vida. “Para mim, o Centro Paralímpico Brasileiro é o melhor do Brasil e da América. Me sinto orgulhosa de ajudar a selecionar jogadores de alto nível, que representam o país nas melhores competições, como a Sul-americana e Pan-americana, entre outras”. Dani ainda celebra o fato de conhecer os demais treinadores convocados que atuam na mesma linha que a dela, com conhecimento para compartilhar e oportunidade de aprender nessa “troca de informações”. Ela acentua ter respeito pelos colegas e ser aprovada também por eles e pelas Federações de Tênis de Mesa.

Vale salientar que, nessa etapa final do Projeto “Detecção Diamantes do Futuro”, foram convocados também os treinadores e clubes aos quais pertencem esses mesatenistas que vão ficar confinados nestes dias no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. O convite feito à Dani Bassi evidencia que Jaú e região têm um grande ícone do esporte, sobretudo uma educadora disciplinada, cheia de vigor e preocupada com o futuro das crianças e jovens que hoje treinam na AJTM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui